Um novo foco de investigação deve acrescentar nomes à lista de indiciados pelo incêndio na boate Kiss de Santa Maria. É o que revela o delegado responsável pela investigação do caso, Marcelo Arigony. Ele foi entrevistado por Tulio Milman no programa Mãos e Mentes da TVCOM. O fogo se iniciou quando um integrante da banda que se apresentava na noite do dia 27 de janeiro acendeu um sinalizador no palco. Imprudência e más condições de segurança levaram a morte 242 pessoas.

Segundo o policial, a investigação agora se debruça sobre um estudo do impacto que a boate teria na vizinhança. Na entrevista ao Mãos e Mentes, o delegado Arigony também descreve as falhas de estrutura e de fiscalização apontadas pelo inquérito. Ele ressalta que a tragédia poderia ter sido ainda maior se o fogo tivesse começado em algum ponto mais próximo da entrada da boate – que foi a única alternativa de fuga para os sobreviventes.

Esse foi o maior inquérito da história da Polícia Civil do Rio Grande do Sul, com 810 depoimentos,13 mil páginas e 52 volumes. "Depois que entreguei o inquérito me deu vontade de chorar. Parece que caiu a ficha. Entre a entrega e a apresentação foi um momento especial para todos. Tivemos que dar uma parada e respirar para poder apresentar", lembra o delegado.

Família de tradição policial
O delegado Arigony entrou para a Polícia Civil em 1999. O pai, hoje aposentado, também foi delegado de polícia. A irmã caçula acaba de entrar para a corporação. "É uma atividade dura, a gente trabalha com a dor da comunidade", ele diz.

Sobre sua ligação com a cidade atingida tão intimamente pela tragédia, o delegado Marcelo Arigony, um santa-mariense, comenta: "Se por um lado poderia atrapalhar, por outro ajudou. A responsabilidade era grande. Tivemos problemas com instituições, e isso gerou um ruído. Hoje 95% das pessoas nos aplaudem. Um pequeno grupo teve interesses políticos ou financeiros prejudicados, e essas pessoas continuarão descontentes. Se eu voltasse atrás faria tudo igual. E mais: apontaria mais falhas, como estamos fazendo agora".

Reveja a entrevista na íntegra

Bloco1

Bloco2

Bloco3

Bloco4

Leia mais
>> Veja todos os vídeos da TVCOM sobre a Kiss